Elementos da Marca: Slogan

Elementos da Marca: Slogan

Com o desenvolvimento dos meios de comunicação de massa, o slogan tornou-se um instrumento de propaganda, uma “arma” cujo alcance ultrapassou os limites de um grupo restrito. Seu significado varia de autor para autor; entretanto, é sempre um ato verbal construído linguisticamente por uma frase ou um grupo de frases: “Frase concisa, de fácil perceção e memorização, que resume as características de um produto ou serviço, ou uma de suas qualidades ou ponto de venda, usada e repetida inalteradamente nos anúncios de uma organização” (Michaelis, 1998: 1954).
O slogan geralmente apresenta-se de forma curta, destinada a ser repetida pelo máximo número de locutores. É frase de efeito que se caracteriza pela brevidade, autoridade, condensação, prestígio, anonimato, ambiguidade, humor, impacto, cadência e comunicação imediata.

Visam influenciar as pessoas na compra de produtos e/ou ideias e/ou serviços e assim proporcionar mudança de comportamento. Para que o consumidor seja mais atento e crítico deve conhecer alguns elementos de persuasão que a publicidade usa para conquistar seu público. Sempre vinculado à imagem da marca, o slogan também se associa à linguagem escrita e estética e transcende a materialidade, produto ou serviço, demonstrando também a notoriedade da marca no mercado.

RedBull Branding

                           “Gives You Wings”

Marcelo Lamosa

David Mahamad

(12º Excerto)

Publicado em Branding, Comunicação, Marketing, Strategy | Etiquetas | Publicar um comentário

Elementos da Marca: Personagem

Elementos da Marca: Personagem

A personagem representa um tipo especial de símbolo da marca, em que o consumidor percebe que os personagens transmitem valores aos produtos. Fazem parte do quotidiano do cidadão, causam impacto na perceção do consumidor. Tem como objetivo principal aproximar a relação entre o consumidor individual e da organização através da dinâmica de personalidade, afinal, a compra é um processo emotivo na tomada de decisão.

O personagem de marca e produto pode apresentar uma gama maior de definição passando desde um personagem gráfico, onde este se associa e é parte integrante da própria assinatura visual, até ao personagem humano real. Claro que existem personagens exclusivamente criados para uma marca ou produto.

Do ponto de vista da comunicação, a imagem do personagem é a representação física de um nome. É o signo representado através de forma, cor e movimento. É a visão da marca em uma outra dimensão, capaz até mesmo de surpreender, mas sem perder a sua forma prototípica.
Contudo, a representação física não pode ser pensada sem se levar em consideração o aspeto psicológico que a imagem elaborada de um personagem pode envolver. Essa imagem representativa da marca desperta de forma inequívoca o pensamento registrado através da emoção e do afeto. As personagens de marca surgem quando a vinculação é mais profunda, quando a personagem é um sinal diferenciador, de uso exclusivo da marca e acaba por tornar-se um elemento de sua identidade.
Uma personagem pode ser real, humano, animal, ou fictício, além de humano e animal, pode ser vegetal ou algo inanimado, letras, números ou objetos.
Por vezes, no caso de o personagem ficcional este pode sofrer um processo de antropomorfização, ou seja, adquire características humanas. Quando o personagem criado não pertence ao mundo animal, por norma adapta-se este elemento inanimado, com as caraterísticas humanas para que possa adquirir a qualidade de personagem.

Red Bull Branding
No caso Red Bull a figura de personagem é substituída por algo mais tangível (mais uma inovação), na figura dos utilizadores reconhecíveis da marca.

Marcelo Lamosa

David Mahamad

(11º Excerto)

Publicado em Branding, Comunicação, Marketing, Strategy | Etiquetas | Publicar um comentário

Plano de Comunicação ODM Portugal – CEI

Comunicação Empresarial Integrada

Desenvolvi e implementei um Plano de Comunicação para a Marca ODM Portugal com o propósito de lançar uma Promoção de Vendas dos Modelos (Relógios) da mesma, especialmente dedicada às vendas no Canal Online. Para tal efeito, o Plano de Comunicação teve como  “pedra basilar” a Comunicação Empresarial Integrada.

É deveras impressionante o que se consegue “alcançar” instituindo e seguindo o propósito estratégico da Comunicação Empresarial Integrada. Ela permite uma perfeita adequação da estratégia comunicacional  ente o canal Online e o canal Tradicional (Blended Marketing), revelando-se como um real fator de vantagem competitiva e de uma melhor “entrega” da  proposta de valor aos públicos-alvo.

É sem duvida um elemento fulcral nas organizações/marcas que realmente “atuam” e percepcionam o que é verdadeiramente este inicio do século XXI, e o que ele acarreta (novo consumidor, novas formas de consumir, novos mercados, etc.).

A estratégia de meios desenvolvida e implementada por ela permite uma completa otimização da “velha” máxima comunicacional: “O Meio é a Mensagem…”

CEI

CEI

Marcelo Lamosa

Publicado em Branding, Comunicação, Digital Marketing, Marketing, Social Media, Strategy | Etiquetas | Publicar um comentário

Elementos da Marca: Design

Elementos da Marca: Design

O design é o interface para a transferência de ideias e mensagens, atua na diferenciação dos produtos e incorporação de conceitos intangíveis, possibilitando que a marca “carregue” uma série de mensagens. São estas mensagens que garantem à marca solidez no mercado e segurança perante seus clientes. O design da identidade visual é apenas um dos muitos pontos de contato que podem efetivar a promessa da marca ao tornar tangível uma personalidade de marca intangível.
O design de produtos não poderá ser considerado apenas como um elemento puramente estético mas também como um elemento que traduz funcionalidade e eventuais benefícios inerentes. De uma forma não tão diferente, o design da marca possui o beneficio na empresa. Beneficio que deve ser entendido através da marca, como um bem intangível.
Através do design procura-se uma síntese da atividade da empresa, com a estética e significado da forma, e com a reprodutibilidade do sistema de identidade visual. A essência, filosofia, o propósito da empresa deve ser transmitida através do design.

Marcelo Lamosa

David Mahamad

(10º Excerto)

Design Red Bull

Publicado em Branding, Comunicação, Marketing | Etiquetas | Publicar um comentário

Be Different!!

"Be Different"

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

Elementos da Marca: Cores

 

Elementos da Marca: Cores

A cor é um elemento fundamental na linguagem visual, influencia o comportamento, transmite mensagens e significados das marcas e exercem a sua funcionalidade nos ambientes que a envolvem. Assumem-se como elementos importantes para a consolidação da marca, sendo provavelmente a forma não-verbal mais importante na comunicação. A cor assume uma forma de comunicação de Marketing em que os consumidores esperam dessa mesma comunicação outras informações que lhes sejam úteis, se não as encontrarem acabam por perceber atributos e qualidades do produto, que justificam o uso das cores e dos nomes não comuns, potenciando uma resposta e atitude favorável (Miller et al., 2005).
A cor padrão é um elemento mais objetivo e de perceção mais rápida e eficiente. Conforme Strunck (2007), cor padrão é uma única cor ou combinação de cores padronizadas usadas nas identidades visuais. Com o uso, tendem a ter mais reconhecimento do que o logo e o símbolo, sendo que os consumidores podem reagir de forma positiva às cores e aos nomes atrativos e diferentes dos previstos.

Marcelo Lamosa

David Mahamad

(9º Excerto)

Cores-RedBull

Publicado em Branding, Comunicação, Marketing, Strategy | Etiquetas | Publicar um comentário

Elementos da marca: Embalagem/Packaging

Embalagem/Packaging

A embalagem de consumo é um “objeto que possibilita aos consumidores uma relação afetiva individual com o produto”. A embalagem é a identidade da empresa e muitas vezes é o único meio de comunicação do produto, sendo ao mesmo tempo, expressão e atributo do conteúdo. De todos os produtos disponíveis no mercado, poucos são aqueles que têm publicidade massiva nos media, por isso a embalagem passa a ser um “vendedor silencioso”. Uma embalagem diferente e apelativa é um reforço para o conteúdo. Sendo uma mais valia para o produto e fazendo aumentar a sua qualidade. Ao conceber a embalagem tem de se ter em conta a estética, função, factores sociais, culturais e de fabricação, custos e materiais escolhidos A embalagem pode ser vista como parte do produto quer este seja físico, ou um serviço, ou ambos, mas também como parte da marca. Serve como propósito funcional, de identificação e de imagem.

Segundo algumas pesquisas a embalagem para os consumidores é o objeto que identifica simbolicamente o produto, não dissociando a embalagem do seu conteúdo, considerando os dois como constituintes da mesma entidade visível.

Os objetivos da embalagem são identificar a marca, transmitir indicação descritiva e persuasiva, providenciar proteção durante a distribuição, ajudar no acondicionamento e ajudar o consumo/venda do produto (Tavares, Victor, 2005, p.40). Desta forma a embalagem além da tarefa de identificar a marca, deve estar voltada para a conveniência do consumidor, transmitir indicação descritiva e persuasiva, ter boa acomodação nas prateleiras/lineares das lojas e dar proteção no processo de transporte. A embalagem dos produtos de consumo precisa chamar a atenção no ponto de venda, informar as características e atributos do produto e despertar o desejo de compra no consumidor. Se falhar nesta função, o produto poderá não obter o sucesso esperado.

A embalagem é uma poderosa ferramenta de marketing, que pode ajudar o produto a conquistar a preferência do consumidor e garantir o seu lugar no mercado.

Marcelo Lamosa

David Mahamad

(8º Excerto)

RedBull

Publicado em Branding, Comunicação, Marketing, Strategy | Etiquetas | Publicar um comentário

Elementos da marca: Símbolo

Símbolo

O símbolo consiste num sinal gráfico que passa a identificar um nome, uma ideia, um produto ou serviço. O símbolo, associado ou não ao logo, tem um sinal específico e desperta uma série de informações e experiencias armazenadas.

É a representação gráfica da marca, e é um elemento importante no processo de comunicação. A representação específica para cada símbolo pode surgir como resultado de um processo natural ou pode ser convencionada de modo a que o recetor, pessoa ou grupo específico de pessoas, consiga fazer a interpretação do seu significado implícito e atribuir-lhe determinada conotação. Pode também estar, mais ou menos, relacionada fisicamente com o objeto ou ideia que representa, podendo não só ter uma representação gráfica ou tridimensional como também sonora ou mesmo gestual.

Como refere Aaker “um símbolo pode ser o elemento central do brand equity, a caraterística diferencial chave da marca”. O símbolo pode criar o conhecimento de marca, pois, além dos símbolos serem de fácil apreensão, atuam na identificação, expressando distinção e singularidade em relação aos concorrentes, podem criar associações de marca, um símbolo pode remeter sensações e atributos específicos aos públicos da marca, e levar as marcas a uma apreciação e simpatia, afetando a lealdade e a qualidade percebida por parte dos seus consumidores.

Símbolo da Marca RedBull

Símbolo da Marca RedBull

Marcelo Lamosa

David Mahamad

(7º Excerto)

Publicado em Branding, Marketing, Strategy | Etiquetas | Publicar um comentário

Elementos da marca: Logótipo/Logo

Logótipo/Logo

O logótipo é um símbolo gráfico que permite a identificação e diferenciação de uma dada marca perante as suas concorrentes. Deve ser simples e objetivo, sendo a expressão escrita da marca, pode incluir os desenhos ou os símbolos, o tipo de letra usado e a cor associada. A força de um logótipo ou imagem reside na consistência, inovação e qualidade do produto.

Assim, as imagens não devem ser negligenciadas, pois são importantes para as perceções dos consumidores. Em conjunto com o nome os elementos visuais desempenham habitualmente um papel crucial, na medida em que possibilitam o reconhecimento da marca e podem sugerir um conjunto de atributos e associações desejáveis. Múltiplas investigações têm concluído que a mente humana pode aprender muito mais depressa e eficazmente a partir de informação apresentada sob a forma pictural do que verbal.

Muitas vezes o logótipo, a principal componente gráfica da marca, desempenha um papel mais importante do que o nome na identificação do produto ou da organização e na projeção da imagem desejada. Na realidade, o logótipo pode desenvolver associações e significados que influenciam as perceções dos consumidores sobre a marca corporativa, podendo funcionar como um catalisador para os bons e maus sentimentos em relação à empresa (Keller, 1998; Gobé, 2001).

O logotipo assume-se como um dos elementos mais importantes do “identity mix” que, em conjunto com os restantes, deve cumprir as duas principais funções da marca: identificar e diferenciar.

logo brand

Marcelo Lamosa

David Mahamad

(6º Excerto)

Publicado em Branding, Marketing | Etiquetas , | Publicar um comentário

Wesc Portugal – Brand Managment

http://vimeo.com/67629927

wesc-concept-store-back-berlin

Publicado em Branding, Marketing | Etiquetas | Publicar um comentário